A estação mais fria do ano muda os hábitos dos brasileiros. Apesar de o frio não vir com tanta força em nosso país tropical, é o suficiente: os casacos ficam mais grossos, a preguiça aumenta e, claro, a alimentação se volta às comidas de inverno.

Essa época do ano é uma oportunidade de adaptar seu menu às necessidades da clientela, e um cardápio de inverno repleto de comfort foods é uma possibilidade de vender mais e fidelizar clientes que adoram um aconchego no frio. Nossas dicas vão te ajudar. Vamos lá?

Como montar um cardápio de inverno

Os cardápios sazonais são especialmente atraentes pelo apelo de urgência e exclusividade que os acompanham. No inverno, por nosso corpo precisar de mais energia para manter a temperatura, é comum que a gente coma mais. Além disso, alimentos mais calóricos passam a ser as melhores opções de comidas de inverno.

Com isso em mente, os protagonistas de um cardápio de inverno precisam ser carboidratos, alimentos mais gordurosos e preparos quentes. Também vale “pensar com o coração”, já que, no frio, buscamos conforto e aconchego, acionando mais a memória afetiva. Ou seja, aquela canja de galinha da vovó pode ser uma ótima pedida, assim como tudo que torne o ambiente frio mais prazeroso.

Atenção aos ingredientes da época. Como em qualquer cardápio, para fazer tudo com economia e praticidade, é preciso priorizar itens em alta na estação, já que produtos fora de época costumam ficar caros e de qualidade questionável. Lembre-se, então, de comidas de inverno como mandioca, milho, abóbora, caju e morango.

Alguns pratos típicos da estação consistem em diferentes sopas e caldos. É possível montar um menu só com eles, ou criar uma “sopa do dia”, aproveitando diariamente alimentos de outras receitas ou que estão sobrando no estoque.

Carnes e peixes ao molho também são ótimas opções. Sem falar das massas, fáceis e muito bem quistas pelo público brasileiro.

Para evitar a complexidade de estoque, sempre priorize alimentos versáteis como a Base de Molho de Tomate Knorr, que acompanha muito bem as massas, ocupa menos espaço no estoque e rende mais que duas latas de molho de tomate​.

E por que não deixar as coisas mais festivas? Neste período, a Festa Junina coloca todo mundo para dançar e aproveitar os quitutes mais tradicionais. Aprenda a montar um cardápio de festa junina  para complementar seu receituário de inverno.  

Comidas mais vendidas no inverno

Inspire-se naquilo que dá certo. Alguns negócios do ramo alimentício ficam mais movimentados durante o inverno, de acordo com uma pesquisa do SEBRAE. Entre eles estão, com destaque, as cafeterias.

A bebida favorita dos brasileiros é ainda mais adorada no inverno! Segundo informações da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), entre o outono e o inverno o consumo de café cresce cerca de 30% no país. Mas as cafeterias não oferecem apenas café, não é mesmo? Ele tradicionalmente vem acompanhado de outras comidas de inverno, como biscoitos e bolos.

Os bolos são uma tendência de 2022 de acordo com o Pinterest Predicts e, junto com uma bebida quente, compõem bem um menu de inverno. Neste ano, eles ganham formatos e cores mais inusitadas, o que pode alegrar os olhos em comparação aos tons mais cinzentos e escuros do inverno. 

Comidas mais vendidas no inverno

Vale considerar que, com as férias de julho, o inverno traz muitas oportunidades para o segmento turístico. Os destinos turísticos mais frios como Curitiba, Gramado, Canela, Campos do Jordão, entre outros, são os mais procurados no inverno. Inspire-se nos restaurantes especializados dessas regiões para implementar comidas de inverno no seu menu.

Falamos aqui da importância dos alimentos calóricos no cardápio de inverno, e não podemos deixar de mencionar os chocolates, ricos em gordura e com propriedades que estimulam a produção de hormônios que trazem a sensação de prazer em bem-estar.

Esse é um fator importante, especialmente se considerarmos que a falta de luz solar e dias mais curtos do inverno estão ligados a sintomas depressivos.

Caldos, sopas e massas são destaque de vendas no inverno, pois são quentes e servem como fonte de energia que nosso corpo demanda nos dias mais frios. Muitas vezes, são acompanhados de vinhos. Não por acaso, na estação, o consumo de vinho chega a dobrar. 

Comfort food: O que é?

Todas as comidas de inverno das quais tratamos aqui são consideradas comfort foods. Mas, afinal, o que é isso?

Os alimentos chamados de “confortáveis” são os que instigam um valor sentimental e nostálgico, além de possuírem alto teor calórico. Geralmente, essas receitas contam com preparos mais simples, assim como a aparência.

Portanto, o seu cardápio de inverno precisa ser composto por comfort foods. Abaixo, para exemplificar o termo, nada melhor do que uma receita deliciosa de sopa de cebola.

Comfort food: O que é

Ingredientes

-       500g de Purê de Batata Knorr​

-       50g de Creme de Cebola Knorr​

-       3,2L de Água​

-       Pimenta do Reino​ a gosto

-       60ml de Azeite​

-       700g de Cebola​

-       30g de Tempero Meu Arroz​

-       3 unidades de Pão Francês​

-       250g de Maionese Hellmann's​

-       80g de Salsinha Picada​

 

Modo de Preparo

Em uma panela, aqueça o azeite e doure as cebolas fatiadas. Refogue por 6 minutos, até dourar.​ Acrescente a água e deixe ferver. Depois, adicione o Purê de Batatas Knorr e o Creme de Cebola Knorr, e cozinhe por 2 minutos. Tempere com o Tempero Meu Arroz Knorr e pimenta do reino, e processe todo o preparo em um liquidificador.​

Monte porções de 400g em refratários forneáveis: para isso, corte o pão francês em fatias de 2cm, espalhe uma camada generosa de Maionese Hellmann's em cada fatia e leve para a sopa com a Maionese na parte de cima.​ Leve ao forno para gratinar. Finalize como preferir.

Por fim, Comfort food não é para explicar, é para sentir! Ela traz aquela sensação gostosa que só nos é proporcionada por um alimento quente em um dia frio. Para saber mais sobre comidas de inverno, explore nosso receituário.

Página Inicial
Produtos
Receitas
Serviços
Menu