Brusquetas, baguetes, pãezinhos nos mais variados formatos e torradas. O universo dos pães para entrada é imenso, e nada como uma fornada quentinha, fresca e saborosa para ser servida no couvert. Além de serem acompanhados de patês e pastas, os pães de entrada servem de inspiração para criar diversas combinações e petiscos, apenas variando em suas receitas ou em alguns ingredientes.

Pães de entrada: uma questão de farinha

Substitua parte da farinha de trigo de sua receita por uma das opções a seguir:
 
  • Farinha de cevada – Rica em fibras, deixa o pão mais denso e com sabor levemente adocicado. Para melhorar sua textura, é fundamental que seja misturada com outras farinhas. Possui menos glúten. 
  • Farelo – O farelo de arroz é mais escuro porque conserva as fibras e nutrientes. Além de ser um alimento funcional, é uma opção de ingrediente livre de glúten. Já o farelo de aveia é indicado para dietas com menos carboidratos, então pode ser uma opção mais leve para o seu couvert. Ambos têm gosto de castanha. Para realçar ainda mais este sabor, toste-os antes de adicioná-los à massa.
  • Farinha de trigo sarraceno – Apresenta gosto forte e intenso e textura densa. É superior à farinha de trigo em diversos nutrientes e benefícios à saúde. Por isso, também pode ser uma opção para quem procura montar uma entrada mais saudável. Como não contém glúten, precisa de outras farinhas para o preparo de pães macios.
  • Trigo búlgaro (Bulgur) – Muito utilizado na culiária do Oriente Médio, Índia e Mediterrâneo, é um bom ingrediente para os pães multigrãos. Use em pequenas quantidades.
  • Farinha de milho – Dá um tom amarelado e acrescenta leve sabor de milho aos pães de entrada.
  • Aveias – Mais nutritiva e menos calórica do que as receitas tradicionais de pães com trigo, é uma opção mais leve para o seu menu. Além da farinha, pode ser usada em grãos finos ou em flocos.
  • Farinha de centeio – Como não contém glúten, também precisa ser combinada com a farinha de trigo para dar estabilidade à massa. Pode ser integral ou branca, como a farinha de centeio processada.
  • Farinha de soja – Com textura fina, pode ser adicionada à farinha de trigo para incrementar sabor e agregar valor nutricional ao produto final.
  • Farinha de espelta (trigo rústico) – Mais saudável do que o trigo comum, apresenta sabor levemente adocicado e cor castanho dourado. Esta farinha é facilmente adaptável a uma variação enorme de receitas.