Todo dono de restaurante que pretende aumentar os lucros ou evitar prejuízos sabe que é preciso controlar os gastos e, quando necessário, reduzir custos. Economizar água é uma das formas de fazer isso. Pequenos detalhes, como a forma de lavar a louça, pode enxugar a conta no final do mês.

A água é um bem escasso e o Brasil vive uma crise hídrica. Ainda que ela seja mais grave em certas regiões do país, economizar é dever de todos. Quando o fornecimento fica prejudicado, é preciso encontrar soluções para gastar menos e não prejudicar o funcionamento do restaurante.

Veja 9 dicas para economizar água:

1. Economize lavando louça

Deixar a torneira aberta enquanto lava a louça é um dos maiores erros que você pode cometer. Se os utensílios estiverem muito engordurados, acumule-os em uma bacia e deixe-os de molho com água, cloro e detergente. O volume de água gasto será bem menor do que utilizando água corrente.

Se você usa máquina de lavar louça, acumule os utensílios e lave tudo de uma vez. Nada de lavar aos pouquinhos, pois esse equipamento gasta muita água. Além disso, opte por uma máquina que gaste menos. Assim como as geladeiras, que têm etiquetas mostrando o quanto consomem de energia, é possível comprar lava-louças mais econômicas. Quando tiver dinheiro suficiente, faça o upgrade. Apesar de gastar com a compra do equipamento, irá economizar muito mais com a conta no futuro.

2. Evite usar água corrente
 

Na hora de lavar verduras, legumes e vegetais, também evite usar água corrente da torneira. Prefira lavá-los em uma bacia com água.

3. Coloque arejadores nas torneiras

Os arejadores (bicos de borracha) são instalados nos bicos das torneiras para reduzir a vazão e, por consequência, o gasto de água. Eles devem ser instalados nos banheiros, mas principalmente na cozinha, onde o desperdício é maior por causa da lavagem dos utensílios e alimentos.

4. Mude o cardápio
 

Certas refeições exigem maior uso de água no preparo, como sopas e massas. Se necessário, faça a substituição no cardápio ou as ofereça com menos frequência. Grelhados e assados, por exemplo, gastam menos. Isso deve ser feito em casos extremos, quando a conta estiver muito alta ou suas reservas de água estiverem extremamente baixas.

Se não for possível deixar de oferecer massas ou outros pratos similares, utilize menos água na hora da fervura. Será preciso mexer com mais frequência para não grudar, mas o esforço irá valer a pena.

5. Use a panela de pressão
 

A panela de pressão, quando hermeticamente fechada, gasta menos água do que a panela normal. Prefira utilizá-la para cozinhar alimentos como carnes, cobrindo o seu fundo com uma camada de cebola (alimento rico em água que irá impedir o ressecamento).

6. Reutilize água
 

Você pode utilizar a mesma água para cozinhar diferentes alimentos. A água de cozimento de legumes, por exemplo, pode servir para ferver o arroz. Esse truque pode até agregar mais sabor e nutrientes ao prato.

7. Utilize utensílios que sujam menos

Utensílios de silicone, por exemplo, são ótimas opções pois podem ser limpos com um pano ou guardanapo, dependendo do nível de sujeira. Assim, será possível apenas enxaguá-los com um pouquinho de água ou até dispensar a lavagem.

8. Pesquise técnicas alternativas de cozimento

Você pode cozinhar alimentos na mesma panela, ao mesmo tempo, ou procurar técnicas alternativas. Para os legumes, por exemplo, é possível levá-los ao forno com azeite e ervas ao invés de deixá-los para ajudar a deixá-los mais molinhos e cozidos. Assim, não será preciso deixá-los na panela com água fervente por tanto tempo.

9. Treine os funcionários
 

Você provavelmente não faz tudo sozinho no seu restaurante, né? As técnicas para economizar água só serão eficientes se forem adotadas por todos os funcionários. Estabeleça as regras e faça um treinamento geral para que todos aprendam a segui-las. Além disso, imprima-as e deixe-as expostas na cozinha e onde mais julgar necessário. Assim, todos poderão consultar o documento para tirar dúvidas.

Vamos adotar as dicas no seu restaurante?